Agricultura, Berinjelas safras e entre safras

Loading...
Loading...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

As Propriedades da berinjela


                                           
                                                                         



A beringela (ou também berinjela no Brasil) é o fruto da planta Solanum melongena, uma solanaceae arbustiva, anual, originária da Índia, considerada de fácil cultivo nos trópicos, e que pertence à mesma família do pimento, da batata e do tomate. É sensível ao frio, a geadas e ao excesso de chuva na altura da floração. A época de plantio é de Setembro a Fevereiro e, em regiões de clima quente, o ano todo.




História

Segundo alguns historiadores, seu cultivo começou como planta ornamental na Índia há cerca de quatro mil anos tendo chegado à Europa no século XIII através dos árabes na Espanha, pois eram e são grandes apreciadores desse fruto.



Tipos

Existem vários tipos desse fruto que diferenciam-se pela sua cores as mais comuns são o vermelho escuro ou roxo, mas pode também ser branca, embora esta seja rara.



De polpa macia e flexível, tem uma película lisa e lustrosa que a envolve. No mercado português as variedades mais comuns são a híbrida, grande e roxa, a híbrida super F-100, no tom vermelho escuro brilhante e a embu, de cor roxa avermelhada, todas com pedúnculo verde.



Uso medicinal

Estudos recentes demonstram que a berinjela tem mostrado eficácia no tratamento de hipercolesterolémia e no controle do colesterol. Recentemente, uma pesquisa realizada no Instituto de Biociências da UNESP de Botucatu - São Paulo, revelou que a beringela pode reduzir até 30% as taxas do colesterol. Porém, ainda não se sabe qual oprincípio ativo responsável pela redução das taxas de colesterol, mas os cientistas suspeitam de um alcalóide existente na beringela.





A berinjela: os naturalistas recomendam o seu consumo para prevenir alguns males referentes ao fluxo sanguíneo



Por ser essa fruta rica em proteínas, vitaminas (A, B1, B2, B5, C), minerais (cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio) e alcalóides, que actuam diminuindo a pressão sanguínea, prevenindo a arterosclerose, os naturalistas recomendam o seu consumo, para previnir alguns males referentes ao fluxo sanguineo.



Tambem é recomendada nos casos de artrite, apresentando bons resultados na gota e no reumatismo, bem como na diabetes e nas inflamações da pele em geral.



É tambem muito digestiva, nutritiva e laxante, por ese motivo é indicada nos casos de desnutrição, indigestão e prisão de ventre. O consumo da beringela está também indicado para problemas do fígado e do estômago.



DICA

Para efeito medicinal, também pode ser usada cortada em pedacinhos com casca e colocado em um vasilhame de água na geladeira e beber 200 ml 3 vezes ao dia (nos casos de crise: diabete alta, hipertensão) e para manutenção diminuir a dose. Não deve ser usada com frequência, para que não haja hipoglicemia ou outros problemas de saude. Usar 15 dias e descansar um semana e continuar se precisar após os exames. Não deve ser usado para perda de peso, pois se a pessoa não tiver nenhum desses problemas de saúde como diabetes, hipertensão e outros, pode ser danoso para a mesma, podendo causar, inclusive, baixa da hemoglobina, causando anemia.



DICA

As melhores beringelas são as de estrutura firme e cascas bem brilhantes. As opacas e amolecidas já estão velhas e perderam um pouco suas propriedades nutricionais.







Uso culinário

Pode ser usada no preparo de pratos como o cuscuz, suflê, torta, salada, recheada, entre outras várias formas na cozinha. Também é muito boa para fazer lasanha.



Curiosidades

Com a beringela é possível fazer tortas de sabor agradável. É vendida em pó como fitoterápico.



Cozida, frita, assada ou grelhada, a beringela combina bem com pimento, tomate, cebolas e azeitonas, tornando-se um óptimo acompanhamento para carnes grelhadas e assadas.



Também se podem fazer gostosas porções com vinagre com sabor característico.



Se guardada dentro do frigorífico, num saco plástico, dura de uma a duas semanas.



Para retirar o gosto amargo que a caracteriza, corte-a ao meio, esfregue com sal e escorra, ou deixe-a aberta coberta com água e sal, limão ou vinagre, durante, pelos menos, 15 minutos. Escorra em seguida e seque com papel absorvente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário